terça-feira, 13 de novembro de 2007


E o amor nasceu...
firme e belo
lívido, sereno
trazendo com ele alegrias incontidas
E o amor nasceu...
e veio com ele todos os desejos reprimidos
os sonhos de menina
que hoje se tornou mulher
E o amor nasceu...
e com ele nasceu as incertezas
o medo do amanhã
e a ânsia de viver o hoje
E o amor nasceu...
e com ele um medo voraz
que não se sabe donde veio
nem sabe pra onde vai mas está lá.
E o amor morreu...
e com ele os sonhos de menina
os desejos que não eram tão mais reprimidos assim
deixando certezas nunca antes pensadas
e agora a ânsia de viver o amanhã
e o medo do hoje.
O medo?
esse passou a se chamar solidão.
E o amor morreu
e será que com ele eu ?
Rosane Silveiraàs 07:08 - 13/11(dir. reserv. a autora)

Um comentário:

Décima Musa disse...

Vi e ouvi seu vídeo.
Fiquei impressionada e comovida com tanta crueza de sentimentos, dor, emoções intensas.

Parabéns.

Se não lhe resta o amor, sobeja o talento.

Lara Lunna.