domingo, 10 de novembro de 2013




Fala-me baixinho
qualquer coisa
meu coração anda perdido
de sentimentos
res - sentimentos
e um tantinho
de um querer meio torpe
torto, ardoroso
quente, morno...
vivo...morto
ando querendo ouvir coisa
boa, gente de coração bom
tem muita coisa errada por ai
gente que só pensa palavrão
e fala...como se fosse pedir
perdão então porque fala o palavrão?
Tem muita coisa doida
cabeças rolam pelo chão todos os dias
e um querer de um mundo melhor
que não sai do papel
e a gente vai ansiando
querendo, pensando,
escrevendo, sonhando
vivendo...nascendo...morrendo
torpe.

Rosane Silveira

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Paciência


Não tenho mais paciência
pra misuras, pra promessas
não cumpridas, pra coisas mais
ou menos, relacionamentos complicados
Não tenho mais paciência pra
sentimentos conturbados
aliás há muito que tudo isso acabou
andei de aviso prévio com a vida
mas o tempo se esgotou
Ou ela muda comigo ou mudo eu com ela
Não há mais espaço pra meio termo
em meu caminhar, vou em busca do novo
e de passagem já aviso a quem interessar possa:
comigo vai caminhar quem vale a pena
quem tem a alma leve, coração bonito
sentimento à flor da pele, quero pulsação
desejo de correspondência, de cumplicidade
e de verdade comigo e consigo.
Cansei da mesmice, da vulgaridade de pensamentos,
de palavras toscas e pessoas ruins
agora comigo é assim.

Rosane Silveira




domingo, 13 de outubro de 2013

Fragmentos




Nesse universo totalmente meu, de pequenas coisas em que vivo, chego a duvidar se lá fora, existe algo...

Rosane Silveira

Som do silêncio


Ouvi o som do silencio e
era tão intenso que me ensurdeceu
e eu já nem sei quem sou...
seria tão somente um suspiro de amor?
e hoje por acaso minha alma embevecida
de um sentimento de compaixão por mim
se acalma e leve segue por um caminho
de brumas silenciosas onde me recosto
e fico esperando quem sabe a resposta
da vida pra tal questionamento.
Afinal quem sou?
Seria mesmo tão somente um suspiro de amor...
o último suspiro?

Então encolho-me.

Rosane Silveira
...e as horas mornas vão passando
e um sentimento cru, quase imperceptível
vai se aproximando...e ficando
e ela ali, se deixando levar por aquele
momento quase perfeito
em que ficava sozinha
e se aninhava em si mesmo
e ficava olhando a chuva...
fina, precisa, bater na janela
e a solidão?
Não existia, em si mesma
ela era a própria solidão.


Rosane Silveira

...e então

...e então a alma cansada da noite
se lançou no abismo
deixando tudo em desalinho
o corpo, o rosto já desfigurado
pela angústia ficou,
tão somente ficou sem mais porquês
sem grandes razões, sem querer

ficou o riso perdido no meio da noite
que perdida ia sem rumo também
vagava na madrugada exposta, escrava
do dia que vinha sem perguntar se podia
escancarando um sol de arrasar
ofuscou a beleza da noite solitária que
tão somente ia sem mais porquês

então ficou eu, amargando um gosto
esquisito de nem saber o quê
era algo meio nervoso que vinha
da boca do estômago e eu gritava
mas porquê?

nem a noite que embora ia solitária
sem rumo vazia
nem o dia que chegava zombeteiro
trazendo o sol por testemunha
do meu desalento
sabia dizer o porquê.

Rosane Silveira

Explosão

Explosão

Ah deixa-me respirar
deixe que essa angústia que hoje
se instala somente em mim
se espalhe pela casa, pelas ruas,
pelo mundo, só hoje me deixa ser
egoísta e querer que o mundo sinta
um pouco do que sinto...
preciso dividir essa explosão de sentimentos
que insiste em gritar comigo todos meus lamentos
deixa eu dizer à vida que preciso
de um pouco de paz
esse tormento não aguento mais
deixa o mundo sentir que tua ausência me faz falta
que as dores implodirão dentro de mim
e acabarão com meu coração
Deixa...
Deixa dividir um pouco de ti
de tua ausência... de tua paz
e de minha demência...
deixa...
deixa eu te matar um pouco em mim
cada vez que fale de ti...
talvez um dia eu diga:
explodiu... morreu
talvez um dia...

Rosane Silveira

Fragmentos meus


Não quero essa estranha hospitalidade da vida, me dizendo em silêncio que tudo está bem, porque não é verdade sou um sentimento pulsante, sou uma loucura anunciada aos quatro ventos, sou uma metamorfose, sou o que?
sou querer...

Rosane Silveira

Prosseguir

...e eu prossigo, prossigo insisto, persisto nessa estranha mania em querer ter fé na vida, fé nos outros, fé. É tudo o que preciso...
E também um pouco de canção nos lábios um sorriso nos olhos e o coração transbordando de um amor incondicional, não direcionado a alguém especial porque isso é fácil demais, quero amar o mundo.


Rosane Silveira

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Rota de colisão

Rota de colisão

Hoje estou assim meio que meteoro
indo em direção a tudo aquilo que
me faz mal, estou em rota de colisão
com a tristeza, a amargura, o ressentimento
e porque não com a famigerada solidão
essa vou destruir sem perdão
vou exterminar com todos os sentimentos negativos
acabar de vez com o planeta chamado medo
e seguir rumo ao desconhecido...
ao temido futuro
que me espera ansioso
para uma batalha sem fim
onde o que vai imperar é o amor e a felicidade.

Rosane Silveira


domingo, 6 de outubro de 2013

pensamentos de euzinha que vos fala

Chega a ser nostálgica essa imagem, estamos tão distantes um dos outros ultimamente, muitas vezes atribuimos isso a vários fatores: correria, a sensação de que o tempo "está passando rápido demais, telefone agora virou msn quer dizer nem ouvir a voz a gente consegue mais...
a solidão a meu ver, minha impressão particular é a maior causadora da depressão
e a depressão por sua vez está se tornando o mal do século
agora vejam bem: se sabemos a causa porque não procuramos
um antídoto para a doença?
Antigamente, rsrs falo como se fosse a muito tempo e eu a vovózinha dos contos de fadas
quando a gente queria falar com um amigo, caramba a gente ia na casa dele e ninguém vivia cansado,nem nada simplesmente íamos cheio de novidades, coisas pra fazer e contar
Estava aqui agora e pensei, caramba ESTOU SÓ literalmente eu e o pc ahh e minha gata sobre o monitor...minha mãe no quarto dela vendo tv que eu particularmente não gosto...
e meu filho foi viajar só volta amanhã e eu aqui...
que estranho neh!!!!

Rosane Silveira

Imventário de mim mesma

Inventário de mim mesma


Quase não reconheci
quando senti em mim
um gosto amargo
de um "adeus inevitável"
o que é isso?
Adeus inevitável?
Existe adeus evitável?
Existe aquela palavra escondida
dentro da manga como uma última
cartada que poderia ser dada
e trazer de volta toda beleza
de outrora, sem adeus...
Hoje ainda atônita faço
um inventário de mim mesma
do que sobrou...
do que resistiu ao cansaço
a dor, a tristeza
que sentimento mortal e quase
abstrato se não prestarmos
atenção é essa tal tristeza
quase imperceptivel se você joga
sobre ela uma roupa bonita
uma cara maquiada e sai
mas ela ronda, não adianta
e fica ali nos espreitando
como se a unica coisa importante
fosse ela zombando da solidão
que amorfina o coração
e dói...ah como dói
inventariar um sentimento que morreu
acabou...foi
sem deixar nada...
nada.

Rosane Silveira

** Poema feito ouvido Air - Johann Sebastian Bach

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

" A boca fala do que está cheio o coração"

" A boca fala do que está cheio o coração"
Diz a Sagrada Escritura, no entanto acho que o meu emudeceu, dentro dele atualmente só o caos predomina, barulho, dor, medo, sentimento de impotência e um pouco de desordem sentimental, diria até que está sujo, é uma poeira densa que toma conta...sei lá...é complicado falar de algo que está sendo pouco usado ou usado demais só que de maneira incorreta.
Às vezes sinto como se estivesse ligada "no piloto automático" em outras sou pura emoção desenfreada com sentimentos doloridos cortando a alma em mil pedaços...

Rosane Silveira

Perfume de flores

Tudo o que eu sei, é que pessoas vão entrar e sair de nossas vidas.Umas deixarão um gosto amargo, um azedume, um gosto de fel e daremos graças aos céus por só ter passado e não permanecido no entanto tem outras que passarão por nossas vidas que deixarão cheiro de flores, de alma perfumada e coração imenso que a gente sente vontade de sentar dentro e ficar...a vida é assim idas e vindas sem fim por essas pessoas que deixam um cheiro bom na gente quando passa eu sinto saudade, chega dar um aperto no peito quando lembro.
Mas a vida é assim um abrir e fechar de ciclos num eterno recomeço fazer o que neh
eu sei o que fazer e vou te dizer como dizia o grande Renato Russo "devemos amar as pessoas como se não houvesse amanhã".
Sentar do ladinho, ouvir de verdade o que o outro tem a dizer, dizer ao outro tudo o que vai em nosso coração e aproveitar cada momento por mais tolo que possa parecer e viver de acordo com que, quando o outro por uma razão ou outro for de nós deixe em nossas mãos um doce perfume de flores.


Rosane Silveira

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Carinho de Deus

Carinho de Deus

Quando sentires um vento leve
brando e quente soprar teus cabelos
e tocar teu coração é um carinho de
Deus em ti

Quando sentires tua alma leve,
coração pulsando
e um sentimento de paz invadindo
todo teu ser é um carinho de Deus em ti

Quando sentires forças renovadas
em meio às duras provas
que a vida nos imponhe
é um carinho de Deus em ti

e por fim...quando chorares
e sentires o leve roçar
das asas de um anjo não te assustes
é um carinho de Deus em ti te dizendo:

Filho, eu estou aqui.

Rosane Silveira

Divagações

Que preciso escrever...sinto falta
escrever qualquer coisa, uma barbaridade, uma imbecilidade ou algo fantástico inovador ou simplesmente o que meu coração ditasse mas coitado...ele não está falando, está gritando e tão alto que quase não consigo ouvir...chega parecer um sussurro...você está entendendo o que eu estou querendo dizer?

Rosane Silveira

domingo, 8 de setembro de 2013

...e tem que acontecer

...e tem que acontecer de repente
aquela coisa chamada amor
que tira a gente do chão
e nos vira pelo avesso
os avessos das emoções
emoções variadas
de variadas sensações
e esse sentimento inebriante
e contagiante aquece nossa alma
de um jeito que o único jeito
é se deixar levar.

Rosane Silveira

sábado, 7 de setembro de 2013

...e a noite acorda

Muito barulho na noite
passos longos
passos curtos
um barulho ao longe
um andar trôpego na rua,
uma solidão acanhada
na noite fria
e um espirro
um suspiro
um sussurro no escuro do quarto
e a chuva lá fora caindo
e os pingos fazem barulho
no silêncio da noite
tudo tem sentido amplo
tudo aguçado
até o barulho da noite
que amanhece sem pedir licença.

Rosane Silveira


Não tenho mais o que dizer
nada a falar...
emudeceram as palavras
os jogos de sedução
foram jogados no chão
acabou tudo...
nada sobrou
nenhum sentimento
em mim ficou
ficou uma sensação
estranha de que as coisas
fluiram e foram do jeito
que tinha que ser
acabou...findou
acho que nem sequer existiu.

Rosane Silveira
Senhor,
só te peço uma coisa:
Livra-me de tudo aquilo
que faz minha alma
se contorcer de dor
e meu coração chorar
e que eu entenda
no fundo do meu coração
que perdas são necessárias
que vidas entram e saem
de nossas vidas com algum
propósito e que seja Senhor
de aprendizado e aprimoramento
que eu não sofra Senhor
a solidão que permeia a noite escura
e que eu sinta, de verdade em mim
a tua presença revigorando
e preenchendo cada cantinho
que ficou marcado pela dor e pela tristeza
que assim seja!

Rosane Silveira

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Desejos Ocultos

Video editado pela Jan Mell poesia Rosane Silveira

Fica dificil falar de amor

Vídeo fica dificil falar de amor editado pela Denise Machado
Texto e narração: Rosane Silveira
http://www.perse.com.br/novoprojetoperse/WF2_BookDetails.aspx?filesFolder=N1369423372964


Antologia a qual estou participando para comprar basta acessar o link acima



Em breve

Em breve livro de poesias publicado pela Editora Perse 



quarta-feira, 13 de março de 2013

Procura-se pelo bom gosto

Procura-se pelo bom gosto,
há muito perdido numa sociedade consumista
onde o ter está superando o ser
precisa-se urgentemente de bom gosto,
de boa educação, de boa linhagem, de boa linguagem.
Hoje tudo está vulgarizado, a palavra "eu te amo" virou lugar comum.
Procura-se o bom gosto mas não o bom gosto pela roupa cara
ou pelo carro do ano, esse eu nem quero saber.
Procura-se o bom gosto pelo "bom dia, boa tarde, boa noite",
procura-se o bom gosto pelo "muito obrigado"
isso quase já nem é falado, daqui a pouco sai até do dicionário
procura-se o bom gosto pela amabilidade, pela caridade, pela fé
É verdade, infelizmente a incredulidade anda solta
e Deus preso em pequenos e quase imperceptíveis
frascos de bondade, de humildade e sacralidade
Procura-se urgente pelo bom gosto,
pelo bom gosto do amor ao próximo
pelo bom gosto do amor à vida
pelo bom gosto do desejo incessante de paz
procura-se, cadê?
Alguém sabe me dizer?
Procura-se...

Rosane Silveira

sexta-feira, 8 de março de 2013

Papo de mulher pra mulher (e para homens também)

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER QUE NADA...QUERO IGUALDADE


Oi, queria começar nossa conversa assim, de forma descontraida te desejando mil coisas afinal sexta-feira
dia de dar uma namorada e em meio a isso o que temos "O Dia internacional da Mulher" que esperamos
que sejamos recebidas no mínimo com uma rosa né meninas.
Pois eu tenho uma coisa pra falar com vocês, penso que não temos nada, absolutamente nada para comemorar
nesse dia, aquelas coisas de musiquinha "dizem que mulher é sexo frágil.." e outras mensagens nada edificantes
hoje ocuparão nosso mural de nossas redes sociais
Lamento.
Pois no meu mural quero algo diferente, quero falar abertamente
Hoje meninas e meninos não temos NADA ABSOLUTAMENTE NADA a comemorar se pudessemos até esqueceriamos
POR VERGONHA isso mesmo vergonha.
Todos sabemos que essa data foi criada para homenagear um grupo de mulheres lá nos anos idos de 1917 onde uma mani
festação de mulheres por melhores salários ocasionou um incendio que as matou. Vê-se no decorrer do tempo que a idéia
original deu lugar a um caráter festivo esquecendo do principal objetivo que seria homenagear essas e tantas outras mulheres
que pasmem meninas ainda sofrem em pleno século XXI
Vamos começar falando de uma história recente que marcou muito:
A menina Malala Yosafzai de apenas 14 anos morre baleada por militares do Taleban por querer estudar
Malala tornou-se conhecida ainda em 2009, aos 12 anos, quando manteve o blog Diário de uma estudante paquistanesa na BBC Urdu. Os depoimentos de Malala na época podem ser lidos em inglês , no site da BBC.
Na época ela comentava os impactos na comunidade das medidas do Taleban, que naquele ano havia fechado mais de 150 escolas para meninas, e explodido outras cinco na região do vale de Swat.
O clima já era tenso na época e havia uma ameaça constante de que escolas de meninas pudessem ser alvo de ataques. Malala relatava que muitas de suas colegas haviam se mudado com suas famílias para cidades maiores como Lahore, Peshawar e Rawalpindi.
VAMOS COMEMORAR!!!
Em 2009 uma mulher foi apedrejada e morta acusada de adultério e de lá pra cá tantas outras foram mortas do mesmo jeito.
Seis em cada 10 brasileiros conhecem alguma mulher que foi vítima de violência doméstica.
- Machismo (46%) e alcoolismo (31%) são apontados como principais fatores que contribuem para a violência.
94% conhecem a Lei Maria da Penha, mas apenas 13% sabem seu conteúdo. A maioria das pessoas (60%) pensa que, ao ser denunciado, o agressor vai preso.
- 52% acham que juízes e policiais desqualificam o problema.
Esses são alguns dos achados da Pesquisa Percepções sobre a Violência Doméstica contra a Mulher no Brasil, realizada pelo Instituto Avon / Ipsos entre 31 de janeiro a 10 de fevereiro de 2011.
dados internacionais permitem obter uma visão comparativa dos níveis de violência
existentes no país. Vemos assim que, com uma taxa de 4,4 homicídios em 100 mil mulheres, o
Brasil ocupa a sétima posição no contexto dos 84 países do mundo com dados homogêneos da
OMS compreendidos entre 2006 e 2010 e um dado alarmante essas mortes se dão em mulheres com faixa etária entre 15 e 29 anos
Agora falando sobre vida profissional, apesar da aparente igualdade entre os sexos, os salários entre homens e mulheres continuam sendo diferentes.
Com relação ao faturamento (porte) da empresa tem-se que a diferença entre os salários aumentou em todos os níveis eu observei em pesquisas que quanto maior é o porte da empresa maior é a diferença
salarial entre homens e mulheres.Assim, conclui-se a que a diferença salarial está aumentando, principalmente em grandes cargos.
 Não podemos esquecer que essa diferença tem fatores ligados não somente à discriminação sexual, mas também à diferença regional e a diferença de papéis que homens e mulheres exercem na sociedade. Um estudo mais aprofundado considerando outros fatores
fez-se necessário para saber realmente quais os pontos que levam essa diferença salarial.  
Me diz, em um país onde a mulher anda sendo "chefe de familia" isso é cabível?
Me diz, em uma sociedade que prioriza a igualdade entre os sexos tudo o que foi falado aqui é cabível?

Bom, esse texto ja estava escrito há alguns dias e só fui acrescentando alguns dados que andei pesquisando
aqui e e ali.

Mulherada, ACORDA

Ao invés de criar um Dia Internacional da Mulher, vamos criar um DIA INTERNACIONAL DA IGUALDADE ENTRE OS SEXOS isso sim.

Beijos a todas desejando tudo de melhor.
Um dia bom pra nós

Rosane Silveira

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Consertos do coração

Consertos do coração


Essa coisa de entrar no coração do outro e ali fixar residência é uma coisa muito séria tem que se fazer sabendo que pode estar assumindo um alto risco de estragar as paredes, manchar o chão...quebrar alguns vidros.
Deixar marcas profundas que demorarão pra serem consertadas
essa coisa de entrar no coração do outro requer responsabilidade, por mais que remendemos ou tentamos consertar nunca, nunca mesmo fica igual como era antes, o nosso passo vai ficar marcado, a nossa entrada (e como é fácil entrar) já ficou marcada ai sem mais nem menos a gente sai, se desliga, deixa pra lá...
nem parece que a gente esteve tanto tempo morando dentro desse coração, nem parece que tudo o que falamos repercutiu de forma ímpar na vida daquela pessoa que por algum tempo nos abrigou.
E a saida as vezes deixam marcas no chão horriveis de lama, tristeza e abandono móveis esparramados, tudo jogado...
Penso que pra fazer isso com outro ser humano tem que ter peito, coragem e muito, muito pouco sentimento de solidariedade com o outro, amor, compaixão.
O coração que ficou ali abandonado, ficou perdido, abatido, perfurado, há sujeira por todos os lados. Nossa, ter que recomeçar, levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima custa a beça, rearrumar tudo no lugar os sentimentos nas prateleiras certas, limpar o chão tão sujo pelo abandono colher algumas flores e tentar a todo custo enfeitar esse coração que foi invadido.
Colocar nas paredes a massa da compreensão, do cuidado, do zelo e recomeçar pintando as paredes de cores claras, abrindo as janelas e deixando o sol entrar fazer isso é dificil mas se faz necessário.
toda mudança requer planejamento e daí que tenha que comprar alguns móveis novos?
Infelizmente não se pode fazer uma omelete sem quebrar os ovos assim é o coração quando a gente abre a porta dele tem que arcar um pouco com as consequencias também do estrago que o novo inquilino possa vir a fazer nele poderia ter sido tudo esclarecido mediante um contrato mas na hora a gente nem pensa...deixa entrar e se instalar, usar e abusar.
Mas pra gente fazer isso tem que ter peito, não só um coração brejeiro, tem que ter coragem de dar a cara pra bater, sentir mesmo todas as emoções que um novo inquilino pode trazer, como é complicado isso tudo, como é complicado um coração em abandono, perdido...destruido, cansado.
E o pior é que depois da cada (coração) limpa e arrumada a gente corre o risco de se deixar enlamear de novo mas fazer o que? É a vida.
Viver requer isso...consertos diários.

Rosane Silveira

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Solidão

Há pessoas que jamais deveriam entrar no palco de nossa vida, porque se tornam imprescindiveis, fazem de
alguns parcos momentos lindos espetáculos de tirar o fôlego, te deixam mal acostumada, a presença se torna
constante e invariávelmente a gente se apega, mais do que normal porque quando uma pessoa especial se aproxima,
fica o toque do sagrado em nosso coração.
E ai, quando por um motivo ou outro, que geralmente vai contra a tudo o que a gente pensou essa pessoa deixa de ser
presente, por motivos até sérios porque a vida nos ensina que todos os dias temos que matar um "leão".
Mas o que a gente faz com a sensação de orfandade que isso causa?
O que a gente faz com a espera?
O que a gente faz???
O que a gente faz com os olhos marejados de lágrimas de uma saudade enorme e pior contida...
O que a gente faz...
com as palavras que teimam em serem ditas mas não tem ouvidos para ouvir?
Deviamos ser imunes a isso, deviamos ser imunes a esse tipo de sentimento chamado solidão porque com ela vem o medo
a tristeza, a dor e a fragilidade de se ver sozinho.
Se alguém souber me diz como se faz, o que a gente faz?

Rosane Silveira

Rebate Falso


Rebate falso



Eu me enfrento todos os dias
e apocalipticamente vou me desfolhando
até não sobrar nada de mim
coloco uma máscara de "sou feliz" na cara
e desvalida de qualquer sentimento de compaixão
por mim, (assim o dizem) vou levando essa vida
prosaica, sem graça, sem grandes gritos de prazer
ou dor...vou fingindo sentir delirios, gozos, medos
e aos poucos vou me construindo em alguém que o
mundo exige que eu seja: perfeita
pode ser uma perfeita idiota mas tem que ser perfeita
não pode ter dores, medo, insatisfação pessoal
decadência moral nada disso, tudo ísso é antiético
impróprio, indecente e vulgar, tem que ser mantido
fora, alheio...e roboticamente sigo...mesmo sem saber
pra onde ir.

Rosane Silveira

Sentimentos

E então acreditamos que o tempo passou, que nada mudou, que somos os mesmos,acreditamos que as dores ficaram lá trás e que o amor pode ser recuperado
E então nos buscamos na esperança vã de encontrar até mesmo a pessoa de outrora
encontrar o amor antes tanto desejado, sentido...sonhado e ficamos num vazio atroz de perspectivas frustradas à cerca de um amor que tinha tudo pra ser e não foi
e ai que tudo começa: o medo, a desilusão, a solidão e a sensação de perda iminente. Certo?Não.
Absolutamente errado, creio que seja ai que devemos nos posicionar em nossas vidas
e avaliar nossa atitude com relação ao outro e principalmente com relação a nós mesmos
nada de ficar achando q erramos e que poderia ter sido diferente. A verdade é que ninguém erra sozinho, não podemos trazer pra nós uma responsabilidade que era de ambos.

ENTÃO LEVANTEMOS A CABEÇA E COMECEMOS TUDO DE NOVO COM O DESEJO IMINENTE DA FELICIDADE EM NÓS MESMOS NÃO PODEMOS DEPOSITAR NA MÃO DO OUTRO A NOSSA FELICIDADE.

Rosane Silveira

domingo, 20 de janeiro de 2013

Sacralidade

Sacralidade

Ontem vi o programa do Padre Fábio e ele estava falando sobre sacralidade, sobre o sagrado que existe em cada um de nós e eu comecei a analisar a minha sacralidade, o que eu tenho feito de bom pelos que me rodeiam, se tenho sido diferença no meio em que estou e a quantas andam até mesmo minha sacralidade com Jesus.
Espero em Deus que não sejamos "santos" mas que sejamos sacros, que tenhamos em mente a necessidade de fazermos a diferença no meio em que vivemos, sempre falo isso aqui, que quero ser a diferença no meio em que vivo não quero ser "melhor" nem perfeita mas quero ser diferença quero a busca, quero um relacionamento íntimo com Deus e com isso ir me tornando diferença e fazendo a diferença no meio em que vivo com as pessoas com as quais me relaciono...que elas saiam de perto de mim melhor do que chegaram, mais felizes...
Então é isso que eu desejo para o dia de hoje...
que a sacralidade esteja em nós e que possamos ser DIFERENÇA no meio em que vivemos com as pessoas que nos relacionamos seja em casa, na rua, no trabalho.
Penso que para querermos a paz temos que ser a paz...
Grande beijo em vossos corações e um domingo abençoado com tudo de melhor que o Grande Arquiteto do Universo possa nos proporcionar que sejamos AÇÃO e que a reação por meio de nossa ação seja positiva
Rosane Silveira

sábado, 19 de janeiro de 2013

Vem cá

Vem cá dia bom
achega-se sem medo
sou temperamental
um pouquinho ciumenta
fora dos padrões comportamentais
de alguns, mas sou legal
vem me dá um pouco de surpresa
de contentamento, de novidade
quero todas...
sabe aquela coisa que abarcar
o mundo com as pernas?
É mais ou menos por ai
Então dia!!! achega-se vem
que eu estou te esperando
prontinha pra te viver.

Rosane Silveira

Sei lá


Sei lá


Queria escrever algo
meu coração pede
anseia que algumas palavras
saiam de suas entranhas
no entanto por mais ânsia
que tenha de me expressar
não sei como começar
nem definir com precisão
tal situação
é algo que vai assim
invadindo minha alma
querendo se pronunciar,
falar, gritar, sei lá
mas fica ali sempre
batendo na mesma tecla
insistindo em querer sair
ou fugir?
Não sei mas algo em mim
tem ânsias, querências...
um vazio, falta de "não sei oquê"
é um querer meio sem querer
um ir sem querer voltar
ou nem chegar a ir a qualquer lugar
devo me permitir ficar?
Sei lá...

Rosane Silveira

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Um diálogo sobre o amor

Um diálogo sobre o amor


- Tu já vai?
- Vou
- Mas porque?
- Chegou minha hora de ir
- Mas e quanto a mim?
- Você vai comigo onde eu for
   porque o amor verdadeiro nos segue
   mesmo quando não queremos.
- Mas então fica
- Não posso, nem sempre amar é tudo
- Mas eu vou ficar triste
- Não fique o amor em si é alegria
- Mas pode ser tristeza...
- Depende...

Ele nos invade nos aniquila
ele destila nosso sangue
ele nos guia pelas noites insones
ele faz aquietar o vento
o mar, o amor é assim...
devastador.
Mas pode ser sereno, brando, tranquilo
belo...Todo, tudo.


Rosane Silveira

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Necessidades




Necessidades

Tenho em mim
essa necessidade
de ir além
e constante
abrir novos espaços
e horizontes
trilhar novos pensamentos
bons e positivos
tenho essa necessidade
de me recriar todos os dias
de reaprender a viver nessa
máquina maravilhosa
chamada VIDA
tenho em mim anseios mil
um amor intenso
e um querer imenso
sou assim fazer o quê
minha alma é plena
grande, imensa...
não me contento com pouco
o muito pra mim, ainda é pouco
quero mais, quero mais sorrisos plenos
sonhos realizados, desejos muitos
é assim que sou
E assim sempre serei.

Rosane Silveira

sábado, 12 de janeiro de 2013

Dois anos sem respostas

No dia 12 de janeiro de 2011 entre 02:00 e 4:30 da manhã aconteceu a maior tragédia climática da história do Brasil, ainda assim denominada
e com altos indices de mortes no nosso municipio contaram cerca de 900 mas sabemos que foram mais de 5.000
mortos bairros inteiros simplesmente desapareceram, rios viraram rua e agora as ruas são rios na época em questão
o governo do estado e até o presidente falou em ajuda e solidariedade mas a única coisa que vimos foi a ajuda e a solida
riedade de um povo sofrido que ainda assim em meio a dor pela perda de seus entes queridos conseguiam forças para ir
para os abrigos auxiliar àqueles que perderam tudo mas sobreviveram. Vimos chegar muita solidariedade em forma de
roupas e alimentos, toneladas deles ou seja o povo brasileiro como sempre faz sua parte.
Mas onde estão, senhores governantes as casas populares das familias que perderam tudo, onde estão os aluguéis sociais
onde estão a reconstrução da cidade? Onde?
Recentemente mais precisamente em abril do ano passado o povo levou outro susto
e agora dia 03 de janeiro o povo tremeu com tanta chuva e ainda com medo de que todo o terror vivido na ocasião se repetisse
porque as pessoas continuam morando em áreas de risco, nada mudou senhores governantes. Ouço agora as 05:55 da manhã
barulho de chuva lá fora meu coração chega a tremer espero em Deus que nosso povo se tranquilize.
Estima-se que hoje vivam mais de 16.000 familias ainda em áreas de risco.
Hoje está marcado para as 16:00 uma manifestação para lembrar os mortos e relembrar os governantes que
os que ficaram ainda carecem e muito de recursos, recursos esses que até agora lhes foram negados.
Tal manifestação acontecerá na praça da igreja Santa Tereza, quem puder dos amigos queridos da nossa linda cidade comparecer
estaremos lá.

Rosane Silveira

ABAIXO LINKS COM FOTOS PODEM CLICAR SEM MEDO NÃO É VIRUS
DIREITOS AUTORAIS DAS FOTOS:  MARCELO OLIVEIRA
http://www.slideshare.net/marceloamoliveira502/tragdia-em-terespolis
http://www.slideshare.net/SOALAGOAS/tragdia-em-campo-grande-rio-de-janeiro


quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Estou te esperando...
é mais ou menos assim
uma espera que não tem fim

Um coração saudoso
um peito que arde
um amor meio louco

coisas assim...
a vida fluindo
e você fluindo em mim

Estou ansiando pela tua chegada
vê se não demora...
meu coração te aguarda

É um pouco assim
um poeminha simples
só pra te dizer um pouco de mim.

Rosane Silveira