sábado, 29 de março de 2008


Orgasmo Cósmico

Uma mulher semi-nua, unificada com os elementos,
vestida de terra ... montanhas, lavas (água e fogo) e céu (ar).

Como se amorosamente "amamentasse" a natureza...

Por instantes, deixo a imaginação mergulhar neste cenário
admirando quem o criou e absorvo um sentido amoroso para a vida...

Reflito sobre o yin e yang,
sobre o SER mulher,
aquela que reverencia e celebra a lua cheia,
que vê nos astros a liberação da energia amorosa
para cultivar o amor...

Aquela que cria e nutre a vida, derrama água,
brota o fogo, perfuma o ar.

Ela - a terra que recebe e gera.
Ele - o céu que a cobre e fecunda...

No fundo, do Phd ao gari da esquina, pobres e ricos
- todos - homens e mulheres , contêm em si algo do mago e da bruxa
que buscam o sentido, a diferença para a vida :
um porto seguro para sua nau..

Em algum momento de suas histórias, sintonizam o telúrico,
a alegria de contemplar a natureza sem saber reverenciando,
a representação viva e concreta da Mãe Divina - matriz do amor
e face feminina complementar do Pai.

Pois como conceber um criador sem sua contraparte?

Diz-se que o nirvana é um estado de amor absoluto,
uma espécie de orgasmo cósmico,
ininterrupto e indescritível em palavras,
porque significa entrar no gozo divino do Pai e Mãe,
participar do enredo da criação...

É voltar às origens e à consciência de que somos “deuses”...

Por isso, todo ser humano busca um estado de prazer,
porque em essência ele representa uma ínfima idéia
do prazer espiritual: a nossa origem.

Por isso, é comum o vazio e a solidão interior pós-orgasmo
- se buscamos fora o que está dentro.

Só em conexão interior, homem e mulher
liberam esse prazer pleno...

É dentro que aportamos com segurança.

E fora está uma nau que nos conduz a navegações para horizontes novos,
com aquela sensação gostosa de segurança e tranqüilidade,
de onde quer que essa nau nos leve,
será sempre o melhor lugar...

Apelidada de alma gêmea,
ela é residente mesmo que temporária
nos corações mais incrédulos...

Mas como identificar "essa embarcação?”

Precisamos estar bem ancorados em nosso porto interior,
para vencer tempestades e valorizar a beleza dos dias de sol...

Somente assim poderemos reconhecê-la quando
deslizar em nosso cais...

...Enquanto estas letras vão se formando,
não posso deixar de refletir no reflexo
da mulher projetada nessas frases...

Quem sabe um dia, quando ela menos espere,
aporte uma "nau" de casco forte
onde ela possa embarcar para horizontes nunca vistos?

Quem sabe um dia apareça um mago com força bastante
para impulsionar a vassoura da bruxa e
fazê-la voar em orgasmos cósmicos?

Autoria:Mônica (Centaura)

dado a mim com muito carinho por

uma pessoa extremamente importante pra mim

Ronaldo Adonai

2 comentários:

Monica (Centaura) disse...

Olá Rosane!

Hoje estava checando as meta-tags do Google e ao fazer a pesquisa de um poema meu chamado Orgasmo Cósmico, o localizei tb no seu blog, mas aqui consta outra autoria. Não me importo muito com isso, há vários textos meus espalhados pela net e sinto-me honrada ao encontrá-los, porém, fica aqui a informação caso queira corrigir, ok?

Se quiser nos fazer uma visita e ver o original, será um prazer...

http://www.centaura.com.br/monologos/orgasmo_cosmico.htm

Abração

Mônica

www.almasdivinas.com.br

www.centaura.com.br

Monica (Centaura) disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.