segunda-feira, 17 de agosto de 2009


Brigar e voltar


Olhar voce e às vezes não te ver
e muitas das vezes numa discussão tola
te dizer o que não quero
falar sem parar, gritar e ate brigar

tudo isso pra que não veja em mim
o meu pior, a minha fraqueza em te amar
desesperadamente e cada vez que você vai
fica em mim a dor como companhia

porém quando vejo o jeito que me olha quando regressa
olhas pra minha direção com teu olhar lindo,
discreto tentando me achar em meio a tudo aquilo
percebo que teu amor é grande teus olhos gritam isso

não deveria dar importancia as vezes que eu brigo contigo
deverias ir, bater a porta e me deixar com meus medos
me faria sentir melhor, teus olhos me dizem tudo
o que não preciso ouvir.


Rosane Silveira

2 comentários:

£åßi®iñtø disse...

É Rose...

Os olhos tem uma linguagem impronunciável pela boca...

Deixo meu carinho

Denise disse...

É...
Esse final pega! Agora, não querer ouvir não significa que não precise, infelizmente!

Como sempre vc é DIVINA!