domingo, 28 de março de 2010

Quando Deus silencia


Quando Deus silencia

Um mar, uma canção,
um luar, noites
estreladas de outono
alguém compondo um poema

e...

em algum lugar
uma criança e sua boneca
sorrindo feliz
num parque a brincar

jovens enamorados
passeando de mãos dadas
eternizando o momento
conjugando o verbo amar

um ancião caminhando
à passos curtos, vai andando
pelas alamedas do tempo
com sua sabedoria infinda

é, nessas horas Deus silencia.

Rosane Silveira

Um comentário:

Paulo disse...

uauuuu!!! Sublime! Parabéns amiga, em especial por: “Um pedido de amor”, Vitrais, Fragmentos, O Beijo Que Te Dou, Por ainda dizer-te amor, Pra falar de amor, Gozo do mundo, Vontade, Quando Deus silencia, Fiz-te um poema triste, A ironia da despedida (este lembra até um meu: “Tua Despedida” do livro Pegadas Errantes), Caminho do amor, Desejos , Um pedido de amor, Quando o tempo passar. Tenha uma semana repleta de inspirações lindas como as descritas em suas paginas! Até breve amiga e contarrânea de Terê! Beijos