quarta-feira, 23 de maio de 2012

Desalinhos e porquês

E então a alma cansada da noite
se lançou no abismo
deixando tudo em desalinho
o corpo, o rosto já desfigurado
pela angústia ficou,
tão somente ficou sem mais porquês
sem grandes razões, sem querer

ficou o riso perdido no meio da noite
que perdida  ia sem rumo também
vagava na madrugada exposta, escrava
do dia que vinha sem perguntar se podia
escancarando um sol de arrasar
ofuscou a beleza da noite solitária que
tão somente ia sem mais porquês

então ficou eu, amargando um gosto
esquisito de nem saber o quê
era algo meio nervoso que vinha
da boca do estomago e eu gritava
mas porquê?

nem a noite que embora ia solitaria
sem rumo vazia
nem o dia que chegava zombeteiro
trazendo o sol por testemunha
do meu desalento
sabia dizer o porquê.

Rosane Silveira

12 comentários:

varenka disse...

Tem noite que me sinto como teus versos.Gostei muito!Bjs

Estou segundo teu blog,costaria que me colocasse teu rosto no meu blog:
http://varenkadefatima.blogspot.com.

Myrian disse...

Parabens amiga,lindo seu blog
e apoesia maravilhosa!!!
Boa Noite!

Maurélio disse...

Poema lindíssimo amiga Rosane, amei.

gu disse...

TUDO MUITO LINDOOOOOOOOO PARABENSSSSSSS

Acyr Campos Filho disse...

Completamente confortante! Se poemas fossem pessoas, o meu iria pedir essa poesia sua em casamento... E eu não iria impedir.

Acyr Campos Filho disse...

Lindo e confortante. Se poemas fossem pessoas, um dos meus iria pedir essa poesia em casamento.

Acyr Campos Filho disse...

Lindo e confortante. Se poemas fossem pessoas, um dos meus iria pedir essa poesia em casamento.

Acyr Campos Filho disse...

Lindo e confortante. Se poemas fossem pessoas, um dos meus iria pedir essa poesia em casamento.

Acyr Campos Filho disse...

Lindo e confortante. Se poemas fossem pessoas, um dos meus iria pedir essa poesia em casamento.

Acyr Campos Filho disse...

Lindo e confortante. Se poemas fossem pessoas, um dos meus iria pedir essa poesia em casamento.

Acyr Campos Filho disse...

Lindo e confortante. Se poemas fossem pessoas, um dos meus iria pedir essa poesia em casamento.

Lisie Silva disse...

Boa noite querida Rosane, vim conhecer teu cantinho e tomar teu cafezinho...tudo maravilhoso!!! Obrigada..Beijao de sua nova amiga, Lisie.